segunda-feira, dezembro 12, 2005

Porto

Eu AMO o Porto. É assim, um amor assumido. E gosto porque, mesmo que não pareça, é plural.Nunca vi um Porto igual duas vezes, principalmente porque me foi sempre mostrado por pessoas diferentes. Novos, mais velhos, pessoas casadas, pessoas solteiras, que gostam do dia, que gostam da noite, que gostam da cidade, que gostam de Lisboa (sim,eles existem!)...
Este fim-de-semana fui ao Porto.
Com o pretexto de me reunir com os Contactos do coração, um jantarzinho e uma mega saída- hasta mañana- tornaram a mostrar-me que o Porto é sempre diferente ( e eu tinha lá estado a semana passada). Cheia de fome, depois de demorar 5 longas horas a chegar- com direito a estar duas horas parada na estação de Alverca- cheguei à mesa à meia-noite e pedi uma sopa. «Ora há sopa de quê?», «A esta hora, só de penca.» «Só de quê?» Lá veio um tradutor « É couves, Cuca...É couves!»

3 Comments:

Blogger Mary Mary said...

E eu vou passar o fim de ano a essa cidade!!! OLÉ!!! :)

6:10 da manhã  
Blogger andre said...

o porto tem coisas que nao se explicam
:)

11:45 da manhã  
Anonymous Bruno said...

ainda bem que ca vieste...
podias era ter dito qq coisa...


volta sempre !!!

8:55 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home