terça-feira, dezembro 27, 2005

Fiel Jardineiro

Sim é o Fernando Meirelles, com a sua fotografia e montagem,enquadramento e ritmo,
Sim é África Mãe-África linda em paisagens e até o tempo seco nos entra pelas narinas,
Sim é a indústria farmacêutica a gozar com a vida alheia e a brincar a ser Deus
Sim é uma história bem contada, princípio/meio/fim que obviamente veio de uma obra literária
Mas quantas e quantas vezes, depois de tanta gente nos dizer que o filme é brilhante, tu não consegues ver porquê?
Já me tinha acontecido com o "Paciente Inglês" há uns anos atrás, por isso vou deixar de ver filme com o Ralph Fiennes e África, a menos que a maior parte de vós me diga que é uma porcaria...

3 Comments:

Blogger SGTZ said...

Não o achei brilhante, apenas o achei um verdadeiro murro na barriga ... E eu vou a África

2:40 da manhã  
Blogger Mary Mary said...

Eu adorei o filme, a raiva e o ódio levaram-me lágrimas aos olhos! É como o sgtz diz: é um verdadeiro murro na barriga...

12:50 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Achei o filme bastante bom e, mesmo sabendo que foi um ano fraco de filmes, arrisco mesmo em dizer que foi o melhor do ano, pelo menos até agora (ainda tenho alguma esperança nalguns filmes que ainda não consegui ver ou que ainda não estrearam; além disso também gostei bastante do "Maria cheia de graça" que aconselho vivamente, apesar de ser um filme difícil de ver...).

Gostei do facto de se tratar de um homem a lutar pelo bom nome da mulher, mesmo com indícios (plantados é certo) de que esta não lhe seria fiel. Gostei do facto de reflectir a luta de todos aqueles que no anonimato e pequenez ainda acreditam que é possível desmascarar as injustiças do mundo e perpetradas pelas grandes empresas (eu sei que isto soa a discurso esquerdista mas, apesar de ser de centro direita não sou parvo). Gostei da bela fotografia e das imagens de Africa. Gostei do argumento bem escrito e complexo (como toda a problemática em causa é) pelo John Lecarré, homem bem informado e sublime na forma como entra nas questões. Gostei da interpretação de todos os actores e do Ralph em particular.

Gostaria também de dizer que é um filme muito fiel à realidade e que ainda na semana passada o governo Indiano terá confirmado oficialmente que exitem medicamentos a serem experimentados em populações indianas...mas face à pobreza absoluta que por ali se vive e ao desinteresse consciente do mundo ocidental, quais serão realisticamente as alternativas...?

Enfim, aqui fica a contraopinião da Cuca...ehehehe

Bom ano para todos.

1:57 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home