segunda-feira, setembro 12, 2005

Yada,Yada,Yada

Eu bem sei que sou pimba, que sou. E não vale a pena virar a cara para o lado e tossir um suave «não és nada ,coitadinha», que eu sei que sou,pronto! E por isso vejo a Oprah Winfrey e de vez em quando choro baba e (detesto esta outra palavra,não consigo escrever). Agora pensam «além de pimba é limitada, coitadinha», mas é a realidade.
Isto para dizer, que em 100 programas que já devo ter visto dela, há um que vi a semana passada que posso finalmente dividir convosco. O do Seinfeld.
14 anos após a primeira série, e 5 anos após o último episódio ter ido para o ar, o elenco juntou-se no sofá da Oprah. E digo-vos, foi tão estranho. Para quem viu sabe o que estou a falar.
O Jerry Seinfeld velho, casado e querido!O George Constanza está um pote,careca e querido!A Elaine estava bem vestida,sem reacção e querida!Mas o Kramer foi a maior surpresa. Tão velho,tão calado,tão calmo.Até deu dó.
Claro que eu fã histérica da série gravei o programa para poder provar o que escrevo.
Mas cabe na cabeça de alguém ver a Elaine bem vestida?O Seinfeld casado?O George a preocupar-se genuinamente com coisas importantes?E o Kramer a fechar uma porta com cuidado?
Não Oprah, desta vez foste longe demais. Há mitos que não se devem quebrar!

19 Comments:

Blogger MPR said...

É por isso que os actores e os personagens não são a mesma coisa! :D Mas tambem vi o programa (vergonha das vergonhas... foi só um pouco) e percebo a tua estranheza!

8:46 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Tens noção que isso de não conseguires dizer r-a-n-h-o é coisa de George?:P

8:56 da tarde  
Blogger Mary Mary said...

Vejo o programa quando almoço em casa. Também não tenho vergonha de o dizer... E tb por vezes dou por mim com lágrimas nos olhos. A última vez era sobre Wildest Dreams em que ela realizava os sonhos de 9 irmãos e dava uma casa à mãe! Ainda me lembro tão bem.
Em relação a esse programa ainda bem que não o vi... Adoro o Seinfeld e acredito que tenha sido uma desilusão... Espero que não volte a repetir... :P
Concordo contigo, o Kramer irá ser sempre o Kramer a bater com as portas e a fazer aqueles barulhos estranhos quando fala...

9:44 da tarde  
Blogger Mary Mary said...

Bem Cuca, vi há bocado um programa da Oprah por causa do teu post... E que horror! Fez-me imensa impressão, mas se quiseres vai ler o meu post sobre isso...
Que revolta!

2:05 da manhã  
Anonymous riclopes said...

Não vejo o programa (acho que ela é uma excelente profissional e faz programas bons, mas o pior são as pessoas envolvidas naquilo, a começar pelo público...), mas apanhei o do elenco do Seinfeld por acaso e apesar de tudo achei piada ao contraste entre as personagens e o que são os actores agora. É muito giro conhecer essas diferenças em entrevistas de programas como o "Daily Show" ou o "Conan O`Brian".

8:55 da manhã  
Blogger Miss Xangai said...

LOL, é verdade. Mas todos temos um pouco de George dentro de nós!Há certas palavras que me causam erupções cutâneas e não consigo mesmo dizer!

11:16 da manhã  
Blogger SGTZ said...

Pois é!
Eu não vejo regularmene a Oprah, mas quando ela me apanha no sofá fico a ver. Isso das lágrimas é que não, acho sempre aquilo um bocadinho drama de "fast food"...
Quanto ao Seinfeld, estamos de acordo o Kramer não pode ser abalado e por muito que o actor tente, nunca conseguirá fazer, convincentemente, outro papel. Imagem o gajo a fazer de Schindler, a entrar numa sala cheia de judeus e a fechar a porta atrás dele.Será que alguém conseguiria não pensar: falta aqui qualquer coisa...


P.S: Não quero piadas à falta de requinte tecnológico do meu blog

11:33 da manhã  
Blogger jota said...

oh pá, terem levado esse elenco a um programa sem ser o deles foi o mesmo que levarem os flinstones a uma bomba de gasolina ou o ALF ao cinema olímpia...!!
god damn you oprah winfrey!
"and i shall have my revenge, in this life or the next..."

12:47 da tarde  
Blogger jota said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

12:47 da tarde  
Blogger vela ao vento said...

Brigada!!!!
É a primeira vez que alguém faz um link do meu blog :)
Estou toda contente...

3:18 da tarde  
Blogger Scratchy said...

Oh Cuca... mas se algum dia achares que o mito do Kramer foi quebrado, tens sempre o nosso amigo Limão, que às vezes parece que é fotocópia do outro... :)

5:53 da tarde  
Blogger Jameson said...

Eu quero ver novamente os episódios!!! OH CUCA dá para emprestar??? :D

4:02 da tarde  
Blogger Miss Xangai said...

É mesmo verdade, nunca tinha pensado nisso!O nosso amigo Limão é mesmo o Kramer...Tenho saudades de jogar Risco com o Kramer.Lindo!!! (E com vcs todos,claro!)

CLARO que sim Jameson. E ainda levas o episódio da Oprah no kit,boa?Hihihi

6:10 da tarde  
Blogger Jameson said...

BOA BOA!!! :P

6:19 da tarde  
Blogger pitseleh said...

eu tb quero uma cópia disso!! (tudo mesmo!) .. então e o risco fica p quando mm? :P

1:21 da manhã  
Anonymous havaiana man said...

oh cuca, perante este universo blogueiro, posso afirmar que te adoro...

2:29 da tarde  
Blogger Mary Mary said...

Bem, tenho a dizer que venho aqui todos os dias, não só para ver se tens textos novos mas principalmente para ouvir a música... Adoro aquele sino! :)

2:52 da tarde  
Blogger Miss Xangai said...

1-Pitseleh, tenho muitasss saudades vossas, e de passar tardes de nada convosco.A comer e a cantar a cada palavra solta!Uiuia uava as uuuas no uava uoiçãs....Temos mesmo que combinar. Sabes que o Risco é aquele vício...

2-Ui, amiradores secretos...

3-Mary, gracias chica.Tb adoro esta música. E o melhor é que só conheci a Fiona Apple agora. Sempre pensei que fosse uma pimba como a Samantha Fox (não me perguntes porquê!)

3:36 da tarde  
Anonymous havaiana man said...

eu não sou um "amirador"!
porque um "amirador", tal como como um apátrida é uma pessoa sem pátria, um "amirador" é uma pessoa que não mira.
ou que mira nada.
e eu miro tudo!
ahahah

4:36 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home