quarta-feira, setembro 07, 2005

Apanhem o patife que...

...nos convenceu que ,nós que não temos bigode, seremos um dia mais felizes que os demais?
Irra,tantos anos a estudar e não sabemos nada da escola da vida...
Ao menos os Sr. Antónios deste Portugal...
...Fazem malabarismos linguísticos com o cigarro
...Bebem bem e comem melhor
...Não almoçam às pressas para voltar para o trabalho
...Podem poisar o copo na barriga
...Dançam melhor que muito alfacinhas no Lux
E que mais?
-Ser com bigode é ser mais alto, é ser melhor que outros homens-
(hoje prometi a mim mesma que ia abusar das reticências, e assim fiz!)

12 Comments:

Blogger jota said...

que saudades do sr.antónio!!
como eu o abracei vigorosa, mas heterosexualmente, nessa noite!
e ainda nos deve um garrafão de tinto, o sacana!

2:33 da manhã  
Blogger Jameson said...

é sempre bom vir aqui, e mm q n possa participar como é o caso deste post... posso sempre ouvir a música!!! Excelente selecção :)

11:12 da manhã  
Blogger andre said...

eu por acaso tou numa de deixar crescer o bigode... se isso me trouxesse o resto da lista entao aí seria perfeito...
Mas tinha que ser um bigode novo .. moderno .. tenho que pensar nisso
beijinhos ...

e já agora revelas o segredo? onde encontraste essa personagem?

12:24 da tarde  
Blogger Miss Xangai said...

(eu não acho normal ter spam nos comentários...)

Jameson podes sempre participar, tu conheces muitos senhores antónios portugueses. E o tema é também bigodes!Pode não ser a tua especialidade mas de certeza que tens algo para dividir...

O Sr. António era um personagem de Pinheiro de Lafões que vivia feliz no seu quotidiano rural.Fazia habilidades com cigarros,bebia até mais não e dançava que era um disparate. Foi amamentado até aos 8 anos e dizia que era daí que lhe vinha a alegria!Nessa noite ficámos amigos para a vida...

Como ser feliz com tão pouco?

12:49 da tarde  
Blogger andre said...

o spam tiras facilmente... obrigas a ter que se adivinhar a palavra da imagem la nas opçoes dos comentários... entretanto eliminas estes...
com TÃO POUCO? Ele tem é muito mais que nós...
amamentado até aos 8 ... lindo
Eu vou a viseu este fim de semana .. vou ver se o encontro :)

1:08 da tarde  
Blogger SGTZ said...

Ainda me lembro do espanto de um antigo jogador do Benfica (Pierre Van Hoijdonk) quando chegou a Portugal e gozou com o facto do Tuga ainda usar bigode! Quando a estrela do maior clube do país se vira contra uma instituição popular, neste caso bigode, condena-a à extinção. Adeus Bigode!

1:20 da tarde  
Blogger andre said...

o vanoiquÊ?
tás tolo .. o bigode veio para ficar...
falta é gente com garra para colocar o bigode de novo na moda..
opá eu desafio-vos a encontrarem um novo bigode...
o estilo hitler tá queimadissimo para a eternidade... um assim como o do senhor antónio é antiquado demais..
tem que ser um estilo novo

1:28 da tarde  
Blogger João said...

… é uma condição aparentemente simples, ainda que seja muito difícil de atingir:

Sermos felizes com as nossas ambições… mas principalmente, desejarmos tudo o que já temos!

Acho que nunca poderemos ser verdadeiramente felizes se nos limitarmos a querer mais!

2:47 da tarde  
Anonymous quico said...

"Acho que nunca poderemos ser verdadeiramente felizes se nos limitarmos a querer mais!"

A felicidade deste homem é básica e ingénua... mas é feliz!

3:29 da tarde  
Blogger João said...

A ideia é darmos valor ao que temos e entender a ambição como uma coisa controlada, e não castrarmos a nossa capacidade de sermos felizes na procura obsessiva do “mais e melhor”. Como “tudo o que é demais cheira mal”, a felicidade deve (a meu ver) ser o produto da nossa relação com o nosso mundo… e não com o mundo que queremos e ainda não temos… e quando lá chegarmos… veremos o resultado.

No entanto, e como “parar é morrer”, o mundo deverá ser “composto de mudança” e ambição… mas de nada me serviria se não fosse dado o devido valor às vitórias alcançadas nesse percurso, e quanto a mim, isso não tem nada de ingénuo!

6:32 da tarde  
Blogger andre said...

João desculpa .. usar o termo produto associado a felicidade penso que terá sido um pouco infeliz...
entendo e concordo com o que dizes mas a meu ver a felicidade é sentida quando mais em extase estamos e nem temos a percepção do que nos está a acontecer...
é bom ter essa percepção depois de que fomos felizes...
mas não.. não sou um nostalgico .. vivo aqui e agora!
E mais.. controlar os nossos instintos é simplesmente reprimirmo-nos e embora as nossas necessidades diminuam (e aí sim a o bem estar possa aumentar) vamos acabar por sentir vontade de sair dessa repressão ..
atingo felicidade quando sou eu sempre e quando faço tudo o que realmente desejo .. e luto para que isso seja possível...
saber o que se deseja já é outra história..
boa noite para todos :)

7:10 da tarde  
Blogger joaopedromira said...

eu ainda assim prefiro as reticências ao bigode...
só para dizer que também sou um fiel abusador de reticências.
Não sei parar.
O/Um mecanismo para a imaginação?

ABAIXO O BIGODE.EU ÁS VEZES DEIXO CRESCER A BARBA MAS É PURO DESMAZELO!

7:15 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home