domingo, julho 31, 2005

queda de costas,vamos descer

Quando este curso começou há 25 dias atrás foi-nos dado um manual cuja página inicial descrevia a nossa entrada no mundo aquático num gesto tão simplório que foi com alguma resistência que o terminei de ler. Algo como 'Você vai entrar num universo paralelo, venha daí,aproveite essa maravilha e nunca mais será o mesmo".

Hoje foi a última aula. A passar aflorações rochosas e a deitarmo-nos nesse 'sea bed' de costas para a areia e a olhar para 16 metros acima de nós. Entre polvos e cavalos marinhos, e com raios de luz a atravessar o mar até lá abaixo iluminando os outros mergulhadores que flutuavam a várias cotas. E com todas as regras que tinhamos aprendido, eu e mais quatro amigos, desenvolvemos uma linguagem sub-aquática própria.

Agora fecho os olhos e ainda lá estou. Até me custa a escrever este texto de tão mareada, e porque na ilusão o meu corpo ainda me diz que hoje o meu ambiente não é esta sala.Falta-me o respirador,o colete, o octopus, a garrafa, os meus amigos, a pressão para equalizar e todo aquele cenário.

Pronto é melhor parar.Se continuar por aqui fora ainda acabo a escrever um texto como o do manual...

(Ver conversa "Ora nem mais" de 2 de Julho)

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Espero não estar a ser demasiado revoltado se escrever a uma segunda-feira (a primeira desde que oficialmente sou um PADI diver autorizado a mergulhar até aos 18 metros) que:
1. Quanto mais conheço a terra mais intrigado fico com o mar e com tudo o que lá está e em que nunca pensamos;
2. Se tivermos em conta que a maior parte do Planeta Terra é afinal água o nome que escolhemos é um "pouco" discutível;
3. O que eu mais gosto do fundo do mar é o facto do homem ter tido sempre dificuldades em chegar lá...
4. Enfim, já pensei em trazer para junto da secretária onde trabalho uma garrafa de mergulho, colocar o segundo estágio na boca e começar a respirar pela válvula de inalação até o indicador do manómetro indicar 50 BAR(mesmo antes de efectuar a subida de descompressão)...enquanto vou trabalhando de forma anónima no teclado...e quando as pessoas me perguntarem o que é que eu estou a fazer responder por gestos seleccionados...

3:35 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home