quarta-feira, julho 06, 2005

Para B

O amor é uma companhia (ler no género masculino)
O amor é uma companhia.
Já não sei andar só pelos caminhos,
Porque já não posso andar só.
Um pensamento visível faz-me andar mais depressa
E ver menos, e ao mesmo tempo gostar bem de ir vendo tudo.
Mesmo a ausência dela é uma coisa que está comigo.
E eu gosto tanto dela que não sei como a desejar.
Se a não vejo, imagino-a e sou forte como as árvores altas.
Mas se a vejo, não sei o que é feito do que sinto na ausência dela.
Todo eu sou qualquer força que me abandona.
Alberto Caeiro

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Eu sou a força que te prende com a força do mar contra a barra, eu sou teu por completo de alma e coração! E espero, espero e não desespero… Sou teu e tu és minha que eu sei! Tenho o que há de mais precioso em ti, a tua admiração e o teu carinho…

o sempre teu B

8:01 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home