sábado, julho 02, 2005

Ora nem mais

Estes dois dias tive que parar e ficar presa a pensamentos que andava a evitar. Por isso, entre canja de galinha e muito cházinho, obriguei-me a aturar-me e a arrumar a alma.
Sinto que ando a fugir do tempo e que, de modo a evitar que encha de novo a minha caixa de questões por reflectir, tenho que me disciplinar. Tenho que ouvir essa voz que me diz "ainda não é desta florzinha".E passar a respirar mais entre dois livros e borboletas na barriga.
Por isso ou passo a viver debaixo de água ou admito que sou igual a qualquer mulher da minha idade.
Assim decidi começar um curso de mergulho já na próxima terça-feira.
Ora nem mais.